Notícias <<VOLTAR

Banda Čao Laru faz turnê no Brasil e apresentações em Uberaba

15/04/2019

Formada por brasileiros, francesas e italiana, a banda faz três apresentações gratuitas na cidade

A banda viajante Čao Laru faz check-in em Uberaba na semana que vem. Por meio da Fundação Cultural de Uberaba (FCU), o grupo faz show no Cine Teatro Vera Cruz no sábado (20), às 20 horas, com entrada franca e aberta para o público geral. Além da apresentação a banda irá participar do Projeto Arte Solidária, na tarde do sábado 20, às 14 horas no Lar André Luiz. No domingo de Páscoa (21), às 10 horas, no Asilo São Vicente de Paulo. No show principal, no Vera Cruz, a organização sugere a doação espontânea de materiais de limpeza doméstica, que serão encaminhados para instituição ainda a definir. 

O Čao Laru (pronuncia-se Tchau Larru) é formado por músicos que se conheceram em 2015, durante o mestrado em Pedagogia Musical, em Rennes, na França. Desde então, o grupo já passou por mais de 20 países e lançou o disco, "Kombiphonie", além de um EP chamado “Čao Laru”, lançado em 2016. No ano passado, a turnê deste álbum rendeu, no primeiro semestre, 40 shows no Brasil e mais 50 na Argentina e no Chile. Já no segundo semestre foram 60 apresentações na França e na Suíça. 

Segundo o músico Noubar Sarkissan o ‘Fronteiras’ "é um disco que discute temas sociais e políticos dos países em que a banda passou, e no qual estão impressas solidariedade, resistência e esperança no ser humano, questionando o tempo inteiro o porquê das fronteiras". Noubar é brasileiro com anos de vivência na França e responsável pelo cavaquinho, violão, pandeiro e voz da Čao. Além de Noubar, a banda é formada por Laura Aubry (acordeom e voz), Marie Tissier (violoncelo e voz), Cecilia Lovino (sapateado, dança e voz), Felipe Trez (bateria e produção), Fábio Pádua (flauta, clarinete, violão e bandolim) e Pedro Destro (baixo elétrico). 

Musicalmente, "Fronteiras" mostra o grupo experimentando novos territórios. As referências brasileiras e francesas ganham a companhia de ritmos do leste europeu, hip hop e milonga. Estão ali polifonias vocais, combinação entre instrumentos acústicos e elétricos e arranjos que quebram as divisões imaginárias entre gêneros musicais.

Expandindo a solidariedade, O Projeto Arte Solidária, é realização da Fundação Cultural de Uberaba e Orquestra Municipal de Uberaba, cujos objetivos são fomentar a arte e a cultura para a população, principalmente àqueles em situação de vulnerabilidade. “O Projeto visa a proporcionar momentos de alegria, fazendo com que os cidadãos tenham contato com a boa música, entre outras linguagens artísticas, e que por meio destas ações, haja uma interação entre a cultura e a parte social”, afirma Karina Faria de Oliveira, Chefe de Seção da FCU e responsável pelo projeto. Integrar o Čao Laru ao Arte Solidária é uma forma de ampliar o contato cultural de ambos; banda e residentes dos asilos. 

Raiane Duarte – estagiária de Jornalismo

<<VOLTAR